quinta-feira, 5 de julho de 2007

Canjiquinha, couve e chips de jiló





Na terça-feira uma grande amiga veio jantar aqui em casa. Ela mora sozinha e não é amiga das panelas e do fogão. Para recebê-la resolvi fazer uma comida bem brasileira, quentinha e cremosa. O prato escolhido foi a canjiquinha, prato típico de Minas Gerais. Vamos à receita:

Canjiquinha

500 gr de canjiquinha (quirera, milho quebrado, comida para patinhos e pintinhos)
1 cebola grande picada
3 dentes de alho picados
1 tomate grande sem sementes picado
4 colheres de sopa de salsinha
1 Kg de costelinhas de porco frescas
700 gr de lombo de porco salgado
q.b. água fervendo

Marinada das costelinhas: alho, óleo, vinagre, louro, sal e pimenta do reino




Coloque a canjiquinha de molho de um dia para o outro.

Dessalgue o lombo e leve-o para cozinhar em água até que fique bem macio. Reserve.

Coloque as costelinhas separadas na marinada por pelo menos 3 horas.

Cozinhe a canjiquinha em água até que fique macia e cremosa, com aparência de polenta mas não tão lisa (por causa dos pedacinhos de milho ela fica granulosa).

Frite as costelinhas em óleo até que elas fique bem douradas. Reserve.

Na panela em que as costelinhas foram fritas (sem lavar) faça um refogado com cebola, alho, tomate e salsinha. Depois do refogado pronto, adicione a canjiquinha cozida e mexa. Adicione as costelinhas fritas e o lombo de porco cozido. Experimente e corrija o sal.

Fiz o prato umas horas antes de servi-lo, para que as carnes pudessem passar seu gosto para o milho. Na hora de aquecê-lo precisei colocar um pouco mais de água (ele tem que ficar bem cremoso).

Servi com couve refogada em azeite, alho e sal e chips de jiló que eu fiz fatiando jilós finamente e levando ao forno numa forma untada com óleo e salpicado com sal até ficar bem dourado. Todo mundo adorou e pediu um pouco mais.

30 comentários:

Marcel Miwa & Nina Moori disse...

Eu conhecia este ingrediente por quirera ou quirerinha. Já tinha ouvido falar de canjiquinha, mas não sabia exatamente o que era.
bjo, Nina.

laila disse...

Cláudia que maravilha!!! ficou lindo e me apeteceu por demias, faço praticamente igaul a voce, e vai uma dica pra srta que gosta de pimenta biquinho, experimente as vermelhinhas por cima! é um arraso!!! beijos

Marizé disse...

Olá Cláudia. Fiquei tão contente com os primeiros comentarios no meu blog, que sai logo por aí a retribuir.
Já visito seu blog ha tempo, já experimentei o Quentão pois sou louca por aroma de especiarias.
Obrigada pelos bons momentos.

Flávia J. F. Solís disse...

Nossa, que saudade da canjiquinha! Comi muito quando criança numa receita um pouco diferente da sua, mas faz muito tempo que não como a sopa de quirera de milho.

Brites disse...

Olá Claudia, não conheço a canjiquinha e por momentos até pensei que era canja... (k burrice minha).
Vou investigar para saber do que se trata pois esse prato tem um aspecto delicioso.
Beijinhos.

Karen disse...

Sempre tive vontade de preparar algo com a quirera! Adorei a receita!

Elvira disse...

Nossa! Descobri montes de coisas que não conhecia! Em todo o caso, aprece tudo muito bom! :-)

Eliana Scaramal disse...

Cláudia tenho paixão por canjiquinha e sabe que por muitas vezes estiver pra postar no blog e sempre deixava de lado. Adorei o seu cardapio, uma delícia!!
A eu fiz uma receita sua, será que posso publicar?!

Verena disse...

Cláudia, essa receita me lembrou da casa da mamãe, ela adora esse prato e sempre fazia! Que delícia de mimo para sua amiga!
Um beijo!

www.mangiachetefabene.wordpress.com

Natércia disse...

Cláudia você me mata com tanta coisa boa é uma maravilha.um bjs Natércia...

fezoca disse...

Clau, mas que menu mais interessante! Acho que nunca comi canjiquinha. O jilo sempre foi algo estranho, mas se eu encontrasse por aqui iria dar uma segunda chance. Minha mae que adora um jilozinho! ;-)) beijao,

O Cravo da Índia disse...

Sempre se descobrem coisas óptimas por aqui:) Gostei muito deste prato mineiro.

Flavinha disse...

Oi querida
ontem teve pão com carne louca, torradinhas com sardela e bolo de chocolate
estava tão gostoso
tudo bem família, e bem simples, já que meu pai está doente, e a casa não está muito em clima festivo
mas foi uma delíciaaaa
beijokas fofa

bia disse...

Claudia que comida boa ! me deu ate vontade de comer jilo ! bjs

Célia disse...

Não me leve a mal mas aqui em Portugal com esses ingredientes ficamos a pensar já me tramou rss, ao olhar para o seu prato fez-me lembrar um prato tipico do norte que é papas de serabulho não pelo ingrediente mas pelo aspecto, adoraria provar mas aqui nem sei onde poderia encontrar.
Jinhos.

Lara disse...

Aaaaamo chips de jiló. Aiás, consegui convencer 2 pessoas a gostar de jiló depois de servi-los desse modo. Lindo. Beijos, querida!

Sheila disse...

Chips de jiló??? WOW! Que legal! Acho que só assim pra eu comer isso, huahauhauhau
bjao!

Duly disse...

Cláudia eu tiro o jiló e como com gosto a canjiquinha e a couve,deixo o jiló para meu marido que adora!Beijo e bom fim de semana

colher-de-pau disse...

Não conhecia nenhum destes pratos, mas o aspecto é delicioso!
Quer mais uma à mesa do jantar?

Agdah disse...

Darling, chips de jiló é demais. Minha mãe nào vai se conter de alegria ao ouvir isso.

Duly disse...

Oi Cláudia uma boa semana para vc!

Diego disse...

Canjiquinha é show. Comeria agora, tranquilamente. Mas confesso que passaria o jiló. Simplesmente não consigo. Hehehe.
Bjos
Diego

Dinha disse...

Claudia, Sua mesa está linda, e pratos deliciosos, só não conseguir aínda comer este cujo jiló, esta idéia do chips, sabe que me deu vontade de experimentá-los! Abraços.

Duly disse...

Cláudia tenho sentido falta das suas visitas!Tudo bem por aí?Beijo

Eliana Scaramal disse...

Cláudia querida cadê você?! Espero que esteja tudo bem. Bejinho!!

Cris disse...

Canjiquinha é uma delícia! Aprendi com minha sogra, eu faço assim também! O jilóa assado é novidade para mim, mas eu gosto de jiló de qualquer jeito, vou testar sua receita!

A Taste in Heaven disse...

Claudia, que delícia!! Canjiquinha!!

Cláudia disse...

Cláudia, vc me deu uma ótima idéia, meu sogro tem uma chácara com fogão à lenha e vou pedir para ele fazer canjiquinha com costelinha. Ai, que delícia!

Camila L disse...

Nunca comi canjiquinha tb... e chips de giló é uma novidade e tanto! Como 90% das pessoas, não gosto dele refogado, mas com chips no nome nào pode ser ruim né?

Marcel Miwa & Nina Moori disse...

Oi Cláudia, será um prazer se algum dia você vier fazer uma aulinha comigo...bjo, Nina.